Bolo Vivo do 1 aniversário

Bolo Vivo do 1 aniversário

Bolo vivo 1 aniversario

Este bolo foi criado com a intenção que a minha filha pudesse come-lo à vontade. Foi um bolo pensado exclusivamente para ela, com ingredientes naturais e que eu sabia que ela gostava.

 

Bolo Vivo 1º Aniversário

Ingredientes
base
1/2 chávena de chá alperces/damascos secos (demolhados em água por 30 minutos)
3/4 de chávena de chá de amoras brancas (marca Iswari)

recheio
2 bananas pequenas congeladas (pelo menos 2 horas)
2 pêssegos maduros congelados (pelo menos 2 horas)
1 colher de sopa de óleo de coco derretido
2 tâmaras medjool ou 5 tâmaras normais (demolhar em água sem caroço por 30 minutos)

topping:
raspas de coco
sultanas douradas
coco ralado

Para fazer a base, coloque os ingredientes numa máquina trituradora (usei a Optimum 9400 que é uma maquina de alta potência que tem um jarro que tanto bate ingredientes secos como líquidos) e bata até estar tudo bem triturado e homogêneo. Coloque numa base de bolo removível (usei de 13 cm) e leve ao congelador enquanto prepara o recheio.
Coloque os ingredientes do recheio na mesma máquina e misture até estar um creme homogêneo. Leve ao congelador mínimo por 2 horas.
Na hora de servir, retire do congelador 15 minutos antes de comer e polvilhe com os toppings.

Nota: se o seu filho ainda não tiver muitos dentes ou se as raspas de coco e as sultanas douradas não forem moles, sugiro que as retire e não sirva ao seu filho.

 


Smoothie (batido) Hemp Love

Smoothie (batido) Hemp Love

Hemp Love

Fazer um smoothie (batido) todos os dias é uma forma simples de aumentar a ingestão e assimilação de nutrientes.

Eu gosto particularmente da formula criada pela Victoria Boutenko (que escreveu no livro Green for Life) que junta como combinação quaisquer vegetais de folha e fruta. Aqui não se combina vegetais com fruta (por exemplo cenoura, beterraba com banana ou maçã). Isto seria uma má combinação pois os vegetais com as frutas iriam fermentar. O foco desta formula de Smoothies (batidos) tem a ver com o clorofila existente nas folhas verdes (como por exemplo na couve, nos espinafres, nas acelgas, salsa, coentros, etc). A estrutura molecular da clorofila é muito semelhante à hemoglobina no sangue. Sendo que os seres humanos tem dificuldade em mastigar as folhas ao ponto de assimilar o clorofila, quando usamos um liquidificador a estrutura molecular da folha parte, os nutrientes vão para o liquido que assim são mais facilmente assimilados. A clorofila apresenta vários benefícios que vão desde a regeneração celular, o tratamento de anemias, redução da inflamação ao fortalecimento do sistema imunitário.
Ela sugere de se começar a fazer os smoothie numa proporção de 70% fruta e 30% vegetais de folha e depois ir aumentando os vegetais de forma a que a proporção fique ao contrário. É importante dar tempo que as nossas papilas gustativas se habituem ao sabor dos vegetais, por isso deve-se dar tempo neste percurso de transição. Eu sou apologista de além de ser importante o smoothie ter uma boa componente nutricional, ele ter também que saber bem. A saúde passa por e gostar do que se come e não nos forçarmos a fazer algo simplesmente porque é saudável.

Esta é uma opção de smoothie que pode ser tomado ao pequeno-almoço ou a meio da manhã ou lanche. As quantidades variam de acordo com o gosto. Experimente com os ingredientes e veja como gosta mais.

Smoothie Hemp Love

Ingredientes
Banana
Maçã
Framboesas
Alface escura
Coentros
Sementes de cânhamo descascadas (marca Iswari)
Spirulina (marca Iswari)

Colocar todos os ingredientes no liquidificador Optimum 9400 e bater até obter uma textura homogênea. Servir num copo e polvilhar com sementes de cânhamo descascadas.

Nota: O ideal será consumi-lo logo depois de preparado para minimizar a oxidação e a degradação dos nutrientes. Mas se quiser, pode conserva-lo para consumir nas 24 horas seguintes, armazenando-o num recipiente fechado de vidro no frigorífico .

Hemp love1


O Amo Comida Viva em parceria com a Froothie, oferece um desconto exclusivo de 20€, disponível na compra de uma Optimum 9400 (ou 9200A). Basta usar o código Amo-Optimum-20, no final da compra no site da www.froothie.pt

Nota2: para que está no Brasil pode ter acesso ao cupão de desconto ao fazer a sua encomenda no sitehttp://froothieinternationalstore.com/

cupao optimum

 

Bolo Vivo de Aniversário

Bolo Vivo de Aniversário

bolo vivo aniversario

 

A Laura Miller tem um programa no YouTube chamado “Raw Vegan Not Gross” que sigo há vários anos. Ela é super bem disposta e cria receitas que me cativam pela sua simplicidade e beleza. Depois de ver este episódio, inspirei-me para criar um bolo vivo para o aniversário do meu filho. :)

Bolo Vivo de Aniversário

Ingredientes 

base de chocolate:
(parte liquida)
2 chávenas de chá de caju (castanha) cru, demolhado em água (pelo menos 4 horas – descartar a água no final)
1 chávena de chá de leite de amêndoa caseiro (receita aqui)
1 chávena de chá de xarope de ácer
1 colher de café de extrato de baunilha em pó

(parte seca)
1 1/2 chávenas de cacau cru em pó (usei o da marca Iswari)
3 chávenas de farinha de amêndoas (pulverizei no robot de cozinha amêndoas com pele cruas sem sal)
1 pitada de sal marinho

recheio:
2 chávenas de chá de caju (castanha) cru, demolhado em água (pelo menos 4 horas – descartar a água no final)
1 lata de leite de côco (400ml) – colocar previamente no frigorifico (pelo menos 8h).
1 chávena de chá de framboesas (usei congeladas)
1 colher de café de extrato de baunilha em pó
1 pitada de sal marinho
1 chávena de chá de xarope de ácer
¼ de chávena de água
***MISTURAR ISTO TUDO PRIMEIRO NA LIQUIDIFICADORA*** e depois acrescentar:
1  1/2 chávenas de chá de óleo de coco derretido

***Nota: se usar framboesas congeladas, espere um pouco até a primeira mistura voltar a estar à temperatura ambiente. Se não, quando adicionar o óleo de coco derretido, o choque térmico vai fazer com que o creme crie grumos e deixa de ser possível ter um creme homogéneo.

calda:
1 chávena de chá de vários frutos silvestres (mirtilos, groselhas, amoras)
2 colheres de sopa de xarope de ácer

apresentação:
vários frutos silvestres (mirtilos, groselhas, amoras) e morangos

Nota1: as medidas da receita são em chávenas (cup), medida muito usada nos estados unidos e que é bastante prática pois evita que se ande sempre com a balança atrás. Hoje em dia existem à venda em qualquer loja de artigos para a casa umas chávenas medidoras com as várias medidas 1/2, 1/3, 1/4

Nota2: como adoçante natural, usei xarope de ácer que não sendo um adoçante vivo/cru é dos mais utilizados na cozinha viva. O seu valor nutritivo é muito significativo contendo 54 antioxidantes e nutrientes como manganês e zinco.

—————-***————

Como fazer a base de chocolate:
Colocar os ingredientes da parte liquida no liquidificador e misturar.
Colocar os ingredientes da parte seca a uma taça e misturar bem.
Juntar os ingredientes líquidos aos secos e misturar bem.
Transferir a mistura para um tabuleiro do desidratador forrada com pelicula anti aderente, e com uma espátula esticar a mistura até ter 1cm de espessura.
Desidratar por 5 horas a 42 graus.

Nota: se não tiver um desidratador pode usar o seu forno e coloca-lo na temperatura mais baixa possível. O tempo de “cozimento” será menor.

Como fazer o recheio:
Retirar a lata do leite de coco do frigorífico, abrir e retirar apenas a parte solidificada, mais espessa (descartar o liquido que pode ser usado num batido, sumo, etc). Colocar todos os ingredientes no liquidificador excepto o óleo de coco derretido. Depois de ter um creme homogêneo, acrescenta-lo com a máquina a trabalhar em modo lento. Colocar o recheio numa taça de vidro e ir ao frigorifico por 4 horas.

Como fazer a calda:
Colocar a mistura de frutos silvestres e o xarope de ácer num liquidificador e misturar até obter uma consistência homogênea.

——————–***———————

Montar o bolo:
Usar formas redondas de vários tamanhos para cortar 5 círculos da base de chocolate (usei 2 de 16cm, 2 de 8cm e 1 de 3 cm)
Colocar um dos círculos da base tamanho maior num prato de servir e colocar o recheio por cima.
Repetir o processo com os restantes círculos e o recheio.
Ir ao frigorífico por uma hora para enrijar.

Antes de servir, decorar com morangos e frutos silvestres e derramar a calda por cima.

 

bolo vivo aniversario 2


Tarte Viva de coco e framboesas

Tarte Viva de coco e framboesas

IMG_1523

 

Uma das razões que me faz gostar tanto da alimentação viva é o facto de se puder preparar uma sobremesa deliciosa e que enche os olhos em poucos minutos.

A ideia desta tarte surgiu depois de saber que iria visitar uns amigos e perceber que não tinha nada feito para levar.
Ninguém acreditou quando disse que esta receita precisou apenas 15 minutos para ficar pronta. :)

O único ingrediente que necessita de ser preparado com antecedência é a lata do leite de côco, que precisa de estar no frigorífico por algumas horas. Mas nada como passar a ter sempre umas latinhas no seu frigorífico – fazem milagres! :)

Tarte Viva de Côco e Framboesas

Ingredientes (serve 4 pessoas)

base:
1 chávena (+-120g) de caju cru sem sal
1/2 chávena (80g) de figos secos (sem farinha e não torrados)

recheio:
1 lata de leite de côco (400ml) – colocar previamente no frigorifico por pelo menos 8h
2 colheres de sopa de adoçante natural (xarope de ácer ou ágave ou mel – não vegans)
2 colheres de sopa de óleo de côco (derretido em banho maria, para ficar em estado liquido)
50g de framboesas frescas

topping:
50g de framboesas frescas
côco ralado a gosto

Colocar os ingredientes da base num robot de cozinha ou picadora e ficar até ficar na consistência de uma massa.

Colocar a massa numa tarteira (de preferência com base amovível e de 15cm) e calcar bem com os dedos até estar toda forrada inclusive os lados. Colocar no congelador enquanto prepara o resto da tarte.

Retirar a lata do leite de côco do frigorifico. Abrir com cuidado (vai reparar que o leite de coco se separou ficando o liquido da parte de baixo e o creme da parte de cima da lata. Retire apenas o creme (pode usar o liquido em batidos por exemplo). Use uma batedeira de varas e bata o creme. Acrescente o adoçante natural, o óleo de coco e as framboesas. Bata 4 a 5 minutos até montar formar um creme homogêneo. (Dura 3 a 4 dias no frigorífico guardado em frasco de vidro).

Retirar a base do congelador e acrescentar o recheio. Decorar com framboesas e côco ralado e servir. Se servir mais tarde, reserve no frigorífico.

 

tarte framboesa comida viva

Cupcakes Natalícios!

Cupcakes Natalícios!

cupcakes comida viva

Cupcakes Natalícios!
(cenoura com creme de amêndoas)

Ingredientes
(serve 10 cupcakes)

Para a base:
1 1/2 de cenoura ralada
1 chávena de nozes
1 chávena de tâmaras (demolhadas em água pelo menos 30m.)
2 c. de sopa de coco ralado
1/2 chávena de sultanas orange
uma pitada de canela, gengibre em pó e noz moscada

Para o recheio:
1 chávena de amêndoas cruas (demolhar as amêndoas em água +- por 8 horas. De seguida descartar a água e retirar a casca. Esta irá sair facilmente mas se quiser uma ajudinha adicione água morna)
1/2 chávena de água
3 c. de sopa de adoçante natural (mel, xarope de agave, xarope de ácer, açúcar de coco, etc)
2 c. de sopa de óleo de coco (se tiver solidificado, colocar em banho maria para voltar ao estado liquido).
1 pitada de extracto ou pó de baunilha (opcional)

Misture todos os ingredientes da base num robot de cozinha até obter uma massa uniforme. Forre o interior das formas de cupcakes com a massa. Coloque no congelador enquanto faz o recheio.
Coloque todos os ingredientes do recheio (excepto o óleo de coco) no liquidificador e bata bem. Depois adicione o óleo de coco e bata até obter uma textura cremosa uniforme.
Coloque o creme por cima da base.
Decorar com coco ralado.
Servir imediatamente ou colocar no congelador e retirar 10 minutos antes de servir.