Sushi “vivo”

Sushi “vivo”

sushi vivo1

Existem pessoas que pensam que o sushi é um prato frequente na comida crua. :) E até é! … se se substituir o arroz, que é cozinhado por algo que faça o mesmo propósito e o peixe (a cozinha viva é uma cozinha maioritariamente vegan) por vegetais.

Esta versão é muito acessível, pois contém ingredientes que existem disponíveis na maioria das cozinhas – tirando as tiras de alga nori, mas que hoje em dia, já encontra nos grandes supermercados na secção de alimentos orientais. Pode comprar e ter em casa pois tem um período de validade grande.

Sushi “Vivo”

Ingredientes (1 rolo com 8 peças)

* alga Nori em folha para sushi

Para a pasta:
* 1 cenoura grande
* 50g de amêndoas
* 1 colher de sobremesa de vinagre de cidra (pode substituir por limão se não tiver)
* 1 pitada de sal
————————————-
* 1 abacate maduro
* pickles de pepino
* courgette
* alface
* salsa
* sementes de sésamo (gergelim)
ps- Os vegetais podem ser substituídos por aqueles que mais gostar.

Para fazer a pasta: colocar todos os ingredientes num robot de cozinha e misturar até ter uma pasta homogénea. É possível que necessite de parar a maquina algumas vezes para raspar a mistura dos lados.

Para fazer o sushi: dispor a alga nori por cima do tapete de sushi. Colocar as folhas de alface por cima da alga nori, ocupando apenas a parte inferior até metade. Dispor por cima a pasta de cenoura e amêndoas e depois o resto dos ingredientes à sua vontade e gosto (a courgette e o pepino cortados em tiras pequenas – pode usar um ralador).

Para fechar o sushi: humedecer com água a parte superior final e começar a enrolar devagar com a ajuda do tapete. Certifique-se que o final da alga fica bem colado e com uma faca bem afiada, corte em rolinhos mais pequenos.

Servir com molho tamari ou shoyo (são molhos de soja fermentados – com a diferença que o primeiro não contém glutén e o segundo sim).

Desfrute!

sushi vivo2

Mousse Halloween

Mousse Halloween

laminar_attachment.jpg (1)

“Existe magia na noite onde as abóboras brilham ao luar”  Autor desconhecido

 

Mousse Halloween

Ingredientes (serve 6 doses)
* 1 chávena de caju (castanha) cru (demolhada previamente em água +-4 horas)
* 1 chávena de puré de abóbora menina (abóbora crua triturada num robot de cozinha)
* 2 bananas médias congeladas (retire do congelador 2 minutos antes de as usar)
* 2 colheres de sopa de óleo de coco (aquecer em banho maria se estiver solidificado)
* 5 figos secos (retirar o pé e demolhados previamente em água +- 4 horas) ou duas colheres de sopa de um adoçante natural à sua escolha (xarope de ácer, mel biológico, açúcar de coco)
* 1 pitada de sal marinho
* 1 pitada de noz moscada em pó
* 1 pitada de cravinho em pó
* 1 pitada de canela em pó

Colocar todos os ingredientes numa liquidificadora e bater até obter um creme homogéneo. Se necessário para bater melhor,  pode acrescentar 1 ou 2 colheres de sopa da água onde os figos tiveram de molho.

Polvilhar com pólen de flores (opcional).

Servir imediatamente ou colocar no congelador e retirar 30 minutos antes de servir.

laminar_attachment.jpg

Bolinhas com pepitas de cacau cru

Bolinhas com pepitas de cacau cru

bolinhas 2

O que comer quando está fora de casa e a fome aperta entre as refeições?

Estas bolinhas são super nutritivas e demoram 5 minutos a fazer. Podem ser feitas no fim de semana numa quantidade grande e depois à medida da sua necessidade, ir retirando do congelador – por exemplo para um snack a meio da manhã ou da tarde, depois de um treino ou como um miminho de sobremesa.

São feitas sem qualquer adição de farinhas, ovos, adoçantes artificiais e por terem muita fibra irá sentir-se surpreendentemente cheia, comendo apenas uma ou duas.

Além disso, qualquer coisa que leve cacau melhora sempre o estado de espírito.  :)

Bolinhas de pepitas de cacau

Ingredientes (para +- 8 bolinhas)

* 100g ou 1/2 chávena de chá de amêndoa crua
* 120g ou 1/2 chávena de chá de uva passa
* 60g ou 1/2 chávena de coco ralado
* 10g de Exótico (marca Iswari: pepitas de cacau cru + açúcar de coco)

Coloque os 3 primeiros ingredientes num robot de cozinha e triture tudo até obter uma pasta pegajosa. Depois adicione as pepitas de cacau e triture levemente por 2 ou 3 segundos apenas para ficarem incorporadas na mistura.

Molde bolinhas do tamanho por exemplo, de uma bola de golfe, e guarde-as num recipiente fechado no congelador. Podem conservar-se por 1 mês (se não as comer antes!).

Dica: se desejar pode fazer substituições nos ingredientes, que as bolinhas ficam igualmente deliciosas. Por exemplo, tâmaras ou figos secos em vez da uva passa. Ou nozes ou castanha de caju, em vez das amêndoas. Se não pode comer frutos secos, pode ainda substituir por sementes de girassol, abóbora ou linhaça. Se não gostar de coco ralado, pode substituir por exemplo por cacau cru em pó ou pó de alfarroba.

 

bolinhas

Healthy Fast Food Drink! :) Batido matinal vivo

Healthy Fast Food Drink! :) Batido matinal vivo

batido matinal vivo

Fazer um batido pela manhã faz parte da minha rotina diária. Além de ser muito fácil e rápido de preparar, deixa-me cheia de energia e saciada.

Gosto de variar nos ingredientes e sempre que possível incluir as frutas da época.
Neste momento, final do Verão um dos frutos que encontro em abundância é o figo.

O figo possuir magnésio, potássio, cálcio, ferro e fibras. O consumo de figos junto com uma fruta cítrica ou outra fonte de vitamina C aumenta a absorção de ferro. Tanto o figo fresco quanto o seco são ricos em pectina, uma fibra solúvel que ajuda a reduzir o colesterol do sangue.

Aqui vai a receita:

Batido Matinal Vivo

Ingredientes (1 pessoa)
* 2 bananas
* 2 peras
* 4 figos frescos pequenos
* 7 mirtilos
* 3 folhas de alface escura
* 3 folhas de hortelã
* 2 copos de água (pode preferir mais ou menos se quiser o seu batido mais ou menos espesso)
* 4 cubos de gelo

Bater todos os ingredientes na liquidificadora e beber com muito prazer!

batido matinal vivo2

Salada de frutas com nata de caju

Salada de frutas com nata de caju

salada de frutas

Quem não gosta de salada de frutas? Esta tem um twist especial que faz dela a minha sobremesa preferida nos dias de grande calor.
Feita sem qualquer produto lácteo, nem qualquer adoçante artificial, é uma sobremesa saborosa e leve que pode comer sem culpa e oferecer a toda a família.

Salada de frutas com nata de caju

Ingredientes
Salada de Frutas
* Qualquer fruta da época ou aquelas que mais gostar. A salada da foto levou: maçã, pêra, laranja, abacaxi, uva, kiwi e morango.
Dica: regue a salada de fruta com sumo fresco de limão. Isto ajuda a preservar e a manter as frutas com boa aparência (o limão evita que oxidem).

Lave, descasque e corte em pedaços as frutas. Coloque tudo junto numa tigela, regue com sumo de limão e reserve no frigorífico.

Nata de caju
* 100g de caju natural++ (sem sal)
* 2 colheres de sopa de mel biológico (se é vegan, pode usar um qualquer adoçante natural como açúcar de coco, xarope de yacon ou de acer)
* sumo de meia laranja média
* 80 ml/meio copo de água (sem gás)

++castanha de caju (no Brasil)

Coloque o caju numa taça e cubra de água. Deixe estar pelo menos por 4 horas (melhor será durante uma noite. Quanto mais deixar os cajus em água mais cremosa ficará a nata). Retire a água e coloque-o numa liquidificadora. Adicione todos os outros ingredientes. Misture bem até ficar um creme homogéneo (se for necessário, pare de vez em quando e com a ajuda de uma espátula de cozinha, puxe para baixo a nata que vai ficando nas paredes da maquina).
Pode colocar a nata no frigorífico para ficar fresquinha quando servir ou usar imediatamente.
Conserva em frasco de vidro uma semana no frigorífico.

Servir
Coloque a salada de frutas em taças e deite por cima a nata. Pode polvilhar com cacau cru em pepitas e bagas goji (como na foto) ou coco ralado, uva passa, sementes de girassol, abóbora ou cânhamo.

Que todos desfrutem com muito prazer!

salada de frutas2

Workshop Comida viva: Potencie a sua alimentação com superalimentos

Workshop Comida viva: Potencie a sua alimentação com superalimentos

0001

O que são superalimentos? Superalimentos são alimentos que contêm um alto teor de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos gordos essenciais ou antioxidantes. Estudos indicam que a incorporação destes alimentos na alimentação diária melhora de um modo geral a saúde.

Alimentos como as bagas goji, cacau cru, spirulina, clorela, erva trigo, sementes de chia, sementes de cânhamo, germinados (que de certo já ouviu falar) são alguns que fazem parte desta lista de superalimentos.

Neste workshop vamos explorar este mundo dos superalimentos – o que são e quais, como ingeri-los, em que quantidades e como podem ser incorporados na sua alimentação diária. Vão ser confeccionadas várias receitas  e partilhadas dicas de como usar de forma muito prática estas dádivas da natureza e começar a sentir os seus benefícios.

Este workshop é indicado para todos aqueles que desejam praticar um estilo de vida saudável, que gostariam de prevenir a doença ou aumentar os níveis diários de energia e vitalidade.

Valor: 40€ (inclui degustação e manual das receitas)
Traga um amigo e a inscrição ficará a 35€ para cada um.

Local: Espaço ME108, Rua das Janelas Verdes, 108  em Lisboa – www.me108.pt

Horário: 12h às 15h

Formadora:
Rebeca Bandeira, é psicoterapeuta, formadora de Alimentação Viva e Natural certificada pela Alissa Cohen® (Boston EUA – 2010). Pratica alimentação viva e natural desde 2008.

Inscrições através do formulário de contacto aqui.

Workshop Comida viva: Potencie a sua alimentação com superalimentos

Workshop Comida viva: Potencie a sua alimentação com superalimentos

ws Amo Comida Viva superalimentos

Porto (Leça do Balio), 12 Julho 2014

O que são superalimentos? Superalimentos são alimentos que contêm um alto teor de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos gordos essenciais ou antioxidantes. Estudos indicam que a incorporação destes alimentos na alimentação diária melhora de um modo geral a saúde.

Alimentos como as bagas goji, cacau cru, spirulina, clorela, erva trigo, sementes de chia, sementes de cânhamo, germinados (que de certo já ouviu falar) são alguns que fazem parte desta lista de superalimentos.

Neste workshop vamos explorar este mundo dos superalimentos – o que são e quais, como ingeri-los, em que quantidades e como podem ser incorporados na sua alimentação diária. Vão ser confeccionadas várias receitas  e partilhadas dicas de como usar de forma muito prática estas dádivas da natureza e começar a sentir os seus benefícios.

Este workshop é indicado para todos aqueles que desejam praticar um estilo de vida saudável, que gostariam de prevenir a doença ou aumentar os níveis diários de energia e vitalidade.

Valor: 40€ (inclui degustação e manual das receitas)
Traga um amigo e a inscrição ficará a 35€ para cada um.

Local: Raw Experience – Rua dom Frei Lourenço Esteves de Goyos, 114 – 4465-672 Leça do Balio (Porto)

Horário: 12h30 às 15h30

Formadora:
Rebeca Bandeira, é psicoterapeuta, formadora de Alimentação Viva e Natural certificada pela Alissa Cohen® (Boston EUA – 2010). Pratica alimentação viva e natural desde 2008.

Inscrições através do formulário de contacto aqui.

Organização: Anabela Correira / Raw Experience